Uniclinic disputa o jogo mais importante da sua história neste domingo

Foto: Diário do NordesteEstá chegando a hora e a ansiedade só aumenta, na Série D do Campeonato Brasileiro. Neste domingo (31), Uniclinic e Itabaiana/SE entram em campo, no Estádio Presidente Vargas, às 16 horas, para saber quem avança para as oitavas de final da competição nacional. Neste jogo, a Águia da Precabura contará com um retorno importante: a volta do meia Enercino, que ficou de fora do primeiro jogo, em Sergipe, por estar cumprindo suspensão.
Motivado por estar novamente à disposição do técnico Maurílio Silva, Enercino falou com a reportagem sobre o seu retorno e o clima para o jogo decisivo. “Estou voltando e espero ajudar, como sempre venho ajudando. O clima aqui é gostoso de se trabalhar e nesta semana decisiva sabemos que será um jogo que poderá definir muita coisa nas nossas vidas. Esperamos fazer um grande jogo, já que estamos vindo de uma sequência muito boa e invictos na competição”, disse.
Enercino cita, ainda, que é preciso respeitar o adversário, já que o histórico recente entre as duas equipes mostra um equilíbrio constante (foram três empates em três jogos, na Série D). “Sabemos que a equipe do Itabaiana é muito forte, onde jogamos três vezes contra eles e não houve vencedor. Então esperamos que neste domingo possamos sair do PV com a vitória, que é o único resultado que nos interessa, pois o empate com gols é deles. Estamos focados em um só objetivo, que é conseguir o resultado positivo e sair de campo classificados”, disse.
Importante nas partidas em que disputou pela Águia da Precabura nesta temporada, com boas atuações e gols importantes, o meia se diz pronto para iniciar a partida de domingo. “Estou pronto para jogar e iniciar jogando. Ainda não sei se o Maurílio (treinador) vai optar por me colocar como titular ou depois, já que não trabalhamos o coletivo ainda, mas se optar por mim estou pronto para ajudar. O Maurílio sabe. Ele é um professor muito inteligente e vem estudando o Itabaiana. Tenho certeza que ele vai escalar a melhor equipe “, completou Enercino.
Como disse o meia, o Uniclinic consegue a classificação no tempo normal desde que vença a partida no PV. Um novo empate em zero a zero força a decisão por pênaltis. Igualdade no marcador, com gols (1×1, 2×2,…) dará a classificação para o time sergipano.
Fonte: Diário do Nordeste