Foto: Divulgação

A Archademy, maior aceleradora de escritórios de arquitetura e design do país, tornou o acesso gratuito à sua plataforma de ensino a distância, para que todos os profissionais da área possam continuar se capacitando mesmo durante a pandemia do coronavírus que assola o Brasil. O curso “Propostas Irresistíveis” ficará aberto inclusive para quem não faz parte da comunidade durante um mês, iniciativa que tem como objetivo apoiar os pequenos e médios escritórios a crescer e aumentar competitividade mesmo no período de quarentena.

A plataforma pode ser acessada no link http://abre.ai/plataforma-archademy e conta com mais de 9 horas de videoaulas sobre conteúdos ligados à gestão em arquitetura e design, desde temas como precificação, portfólio, percepção de valor, engajamento e conversão de vendas. Basta fazer um cadastro no site e seguir as instruções do e-mail de confirmação para começar as aulas.

Mais de mil profissionais do setor já tiveram acesso à metodologia dos cursos, desenvolvida pelo Diretor de Aceleração da Archademy, João Leão. “Durante a quarentena, o andamento dos projetos acaba desacelerando, mas o arquiteto e designer podem aproveitar o home office forçado para investir tempo na profissionalização da gestão do escritório e conquistar melhores resultados depois dessa crise”, destaca Leão.

O curso Propostas Irresistíveis que está disponível na plataforma teve ampla aceitação do mercado por melhorar a receptividade dos clientes dos escritórios de arquitetura, conforme atesta uma das arquitetas da ValeuEstúdio!, escritório membro da Archademy: “O João nos abriu a mente para uma série de oportunidades. Ganhamos confiança para mostrar os nossos serviços e isso se refletiu em nossas reuniões com clientes que adoraram a forma de apresentar a proposta. Na verdade, foi mais que isso, fecharam logo em seguida o projeto conosco, sem pedir desconto”, afirma.

O mercado de arquitetura e design de interiores é composto, em sua maioria, por pequenos e médios empreendimentos. Ao todo, 75% dos escritórios contêm menos de cinco profissionais. No conjunto, porém, eles são responsáveis por mais de 50% das vendas de materiais no país.