Foto: Reprodução Facebook

Um jovem que se apresenta como Marllonn Rochan, publicou uma declaração de amor em seu perfil no Facebook para uma mulher, que seria sua companheira. O problema é que a mensagem teria sido escrita e publicada na Casa de Privação Provisória de Liberdade Agente Elias Alves da Silva, conhecida como CPPL IV, em Itaitinga.

“Eu te amo muito Loirinha linda, e vou te amar pra sempre, vou cuidar de você, te mimar, fazer suas vontades, te botar pra dormir e dizer que te amo em seu ouvido eternamente”, escreveu.

Além desta publicação, existem outras postagens. “Viver entre um sonho ou a … da sobrevivência” é uma frase que se repete por várias vezes no feed do suposto interno. Em um dos posts com a reflexão, aparece um garoto negro com uma escola de um lado e mãos segurando caderno, lápis e mochila. Do outro lado, um presídio e mãos segurando armas.

Na postagem mais recente, no dia 3 de janeiro, Marllonn escreveu: “O que que adianta seu fuzil, relógio de platina, se nem por milagre chega a 25 de vida”. 

A Secretaria de Justiça do Ceará informou que investiga a veracidade das informações