jogos quarentena
Foto: Divulgação

Os jogos fazem parte da infância de qualquer pessoa. Seja montando um quebra-cabeça, uma partida de xadrez ou um jogo de dominó, a prática sempre foi sinônimo de lazer e descontração entre amigos e família. Nesse período de isolamento, essa está sendo a alternativa ideal para aqueles que querem ter momentos de descontração, mantendo a mente ativa e garantindo diversão para todas as idades.

Mas os jogos não servem apenas para passar o tempo de maneira divertida – eles também ajudam a exercitar o cérebro e a desenvolver habilidades cognitivas e socioemocionais. Sua prática potencializa a aprendizagem e a criatividade em crianças, estimula a produtividade, a elaboração de estratégias e o trabalho em equipe em adultos e, principalmente, mantêm a memória e a atenção em idosos.

Os jogos representam uma das ferramentas utilizadas na metodologia das aulas de ginástica para o cérebro do Método SUPERA, maior rede de escolas especializada em estimulação cognitiva do país.

Nesse período de quarentena, as mais de 450 unidades do SUPERA em todo o país estão disponibilizando para venda diversos tipos de jogos, para que todas as pessoas possam conhecer os benefícios na prática. As opções variam entre quebra-cabeças, jogos de carta, tabuleiro, entre outros.

“Por tirar o cérebro da zona de conforto, os jogos proporcionam oportunidades adequadas para o desenvolvimento humano na interação social, na expressão afetiva, na evolução da linguagem, na experimentação de possibilidades motoras, apropriação de regras sociais e imersão no universo cultural. Jogar exige concentração, memória, estratégia, trabalho em equipe e foco para que se alcance objetivos. Com isso, estimulamos o cérebro de forma que criamos novas conexões entre os neurônios, ampliando o que chamamos de reserva cognitiva”, explica a especialista.

Patrícia Lot tem 42 anos e procurou o curso de ginástica cerebral do Método SUPERA em São José dos Campos (SP) para fugir do estresse e desenvolver habilidades que a ajudassem a lidar com o cansaço mental do dia a dia. Após conhecer a metodologia e todas as suas ferramentas lúdicas, resolveu que seria uma boa oportunidade de trazer sua filha de 9 anos e juntas, terem experiências divertidas e enriquecedoras – principalmente com os jogos.

“Hoje exercitamos o cérebro juntas em casa e adoramos compartilhar nossas experiências, pois para nós duas; além de aprendermos a pensar de forma diferente, melhoramos muito o raciocínio lógico, a memória e habilidades que nem conhecíamos”, relata Patrícia.

Além disso, a rede de escolas liberou sua plataforma on-line de jogos para todo o público. O SUPERA Online é uma das ferramentas do curso e nesse período de quarentena, está liberada por 30 dias gratuitos, para todos aqueles que queiram exercitar o cérebro e conhecer na prática a ginástica cerebral.