Foto: DIvulgação

Uma composição da Força Tática (FT) do 7º Batalhão da Polícia Militar do Ceará (PMCE) prendeu, no último sábado (19), um suspeito de integrar um grupo criminoso especializado em assaltos a bancos. Contra ele, havia um mandado de prisão em aberto expedido pela Justiça cearense por posse irregular de artefato explosivo ou incendiário. A ação policial aconteceu em Independência, na Área Integrada de Segurança 16 (AIS 16) do Ceará. Com ele, também foi encontrada uma arma de fogo oriunda da Polícia Federal do Estado de São Paulo (SP).

Os policiais militares haviam recebido a informação de que um indivíduo, que é suspeito de participação em vários assaltos a bancos na região e em outros estados brasileiros, estaria escondido na casa de parentes, na localidade de Pitombeiras, em Independência (CE). Ao chegar à residência indicada na denúncia, os policiais militares foram recebidos pelo pai dele, que autorizou a entrada da composição. O homem informou que o filho estava dormindo. No quarto, foram encontradas uma pistola calibre 9mm municiada, um segundo carregador e mais uma sacola contendo 47 munições da mesma especificação.

Os militares apreenderam todo o material e deram voz de prisão ao suspeito. Em seguida, fizeram uma busca em todo o cômodo, onde recolheram uma mochila com um aparelho celular, três rádios comunicadores, uma algema, anotações e dinheiro manchado com tinta rosa. Há indícios que os valores em espécie são decorrentes de caixas eletrônicos explodidos em roubos.

Em razão do flagrante, o suspeito foi apresentado à Delegacia Regional de Crateús. No local foi constatado que a arma apreendida era fruto de um furto ocorrido em São Paulo, no ano de 2016. Além do mandando em aberto, o homem foi autuado por receptação e por posse ilegal de arma de fogo de uso restrito.