secretário Segurança
Foto: Reprodução

 A coletiva foi realizada para apresentar os suspeitos de terem matado o cabo da Polícia Militar, Francisco Arlindo da Silva Vieira Filho, na noite da última sexta-feira (27), Francisco Arlindo estava passando próximo da padaria na Rua Curitiba, no bairro Henrique Jorge, quando presenciou um assalto em andamento e interveio. Durante a abordagem ele foi atingido por um tiro na cabeça.

 Os homens apresentados foram André Lima Firmiano, 27, e Marcelo Gabriel dos Santos Lima, 20, o Biel, foram presos em uma pousada abandonada em Prainha, no município de Aquiraz. Marcelo Gabriel confessou ter efetuado o disparo que vitimou o militar.

O secretário afirma que já tem a identificação dos outros dois envolvidos no crime. “Tinha um que também estava na rua com esses dois presos e mais outro que era um partícipe responsável por realizar a guarda de armas e parte logística dessa quadrilha”. André Costa disse ainda que não pode divulgar todos os detalhes da investigação, porque ainda está em andamento. “A gente ainda tem pessoas para serem presas e objetos de crime para serem apreendidos. Se a gente repassar alguns detalhes no momento pode atrapalhar a investigação”.

O secretário ainda comenta que vai tomar medidas drásticas para combater a violência, “A gente tomou a decisão de partir pra cima do crime. De agir com força contra esses covardes, esses bandidos covardes que estão todo dia apontando arma na cabeça do cidadão. A gente oferece duas coisas para o bandido: se ele quiser se entregar a gente oferece a Justiça, se ele quiser puxar um uma arma, a gente tem o cemitério pra oferecer a ele”.