img_bd_r_w_sql-1 Segurança
Foto: SSPDS

Na manhã desta segunda-feira (5), 255 novos policiais (65 delegados, 105 escrivães e 85 inspetores) foram empossados pelo governador Camilo Santana. Na atual gestão, já tomaram posse 2.522 novos profissionais de segurança. O Governo do Ceará encerrará 2016 com 23 Delegacias de Atendimento 24 horas em funcionamento, distribuídas por Capital, Região Metropolitana de Fortaleza e Interior. Em relação ao ano passado, o número de unidades mais que dobrou no Ceará. Este crescimento na estrutura de segurança pública estadual tem relação com o maior aporte de efetivo na Polícia Civil.

Em entrevista à imprensa no Centro de Eventos do Ceará, local da Cerimônia de Posse da Polícia Civil, o governador Camilo Santana destacou a relevância dos avanços na estrutura das Delegacias com Atendimento 24 horas no Interior, que contempla o Pacto Ceará Pacífico e o combate à violência em todas as localidades do Estado. “A nossa meta é que nenhum município do Estado do Ceará fique sem delegado ou com um delegado respondendo por mais de um município”, disse.

Sobre o mais recente aumento de profissionais da Polícia Civil, Camilo afirmou ser mais um passo cumprido do planejamento da sua gestão. “A área da segurança é uma das prioridades para a população cearense. Nós já havíamos apresentado o primeiro grupo e agora somamos a ele mais 255 (novos profissionais) e iremos chamar um outro no próximo ano, completando mais de 750 profissionais da Polícia Civil, que é uma polícia extremamente importante, uma polícia judiciária e do enfrentamento na redução da violência”.

Para o delegado geral da Polícia Civil, Andrade Junior, o Ceará passa por momento de evolução estrutural na segurança pública. O investimento e o empenho para abertura de novas vagas, segundo o delegado, estão se mostrando cruciais para os avanços no setor. “Nunca houve um aporte de efetivo tão grande como está havendo na Polícia Civil. Nós acrescentamos hoje pelo menos 25% a mais no nosso efetivo, apesar dos últimos dois anos muito difíceis. Mas o Ceará tem se destacado nacionalmente quando se vê as medidas que estão sendo implementadas em comparação a outros estados”, disse.

Sonho realizado

A estudante Ana Padilha, de 29 anos, se dedicou nos últimos três anos exclusivamente à preparação para concursos. Até passou em alguns de lá para cá. Mas continuou a luta para conquistar a vaga naquele com o qual sonhava: o concurso para delegada da Polícia Civil. No ano passado, viu seu nome na lista de aprovados e, nesta segunda-feira, enfim tomou posse do seu principal objetivo profissional. “A ansiedade estava enorme por esse momento. Me preparei muito nos últimos anos para chegar até aqui. É a conquista de um sonho. E fico feliz de ver que o que era promessa de investimento do governo em segurança realmente se cumpriu”, celebrou.

Três anos, “ou um pouco mais do que isso”, foi também o tempo de preparação de Éverton José Pesse até ser empossado delegado da Polícia Civil neste início de dezembro. Acompanhado da esposa Patrícia Pesse, sua madrinha na cerimônia, ele se emocionou com a festa e destacou o caminho de luta de cada um dos aprovados. “Nós passamos por superação e agora vemos isso sendo reconhecido. O que torna mais especial ainda esse dia de vitória. De sonho realizado”.