Policial-militar-2-225x300 Segurança
Foto: Divulgação

O segundo sargento da Polícia Militar do Ceará, José Alex Sampaio Mendes, lotado no Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) do Batalhão de Polícia de Choque, concluiu, na última sexta-feira (10), o Curso de Atirador Policial de Precisão, realizado pela Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. O militar cearense conquistou o primeiro lugar, atingindo a nota 9,28. A capacitação durou cinco semanas e formou outros nove policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) dos estados de Alagoas, Amapá, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e São Paulo. O 2º sargento Mendes é o terceiro cearense apto na formação.

Para o policial cearense, há 12 anos no Gate, a capacitação vai contribuir para estender os conhecimentos específicos do curso para o efetivo da Polícia Militar do Ceará. “A ideia é difundir o conhecimento para aumentar o time de atiradores de precisão e multiplicar técnicas de negociação com refém. Estou elaborando um projeto com a finalidade de viabilizar essa capacitação na grade curricular da Aesp”. No Ceará, a Academia Estadual de Segurança Pública é responsável pela capacitação dos agentes de segurança do Estado.

Para realizar o curso, o policial precisa preencher alguns requisitos técnicos, como pertencer à tropa especial da corporação de origem, ter realizado o curso de ações táticas especiais ou similar e fazer um teste de aptidão de tiro. O Curso de Atirador Policial de Precisão da PMMT é referência no Brasil na formação de atiradores de elite ou sniper. Os alunos manuseiam armamento específico de precisão, como o fuzil AGLC calibre .308, utilizado pelo Exército Brasileiro e os snipers das Polícias Militares.