Nove pessoas capturadas, entre elas, três mulheres e seis homens. Esse foi o resultado da operação desencadeada, na manhã desta quinta-feira (4), por equipes da Delegacia Municipal de Bela Cruz da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), com apoio do Departamento de Polícia do Interior Norte (DPI-Norte). As capturas, ocorridas por força de mandados de prisão preventiva e temporária, é a continuidade dos trabalhos policiais acerca do combate ao tráfico de drogas no interior do Estado. Além das prisões, mandados de busca e apreensão também foram cumpridos e resultaram nas localizações de celulares.

Com o efetivo de 60 policiais civis, divididos em 15 viaturas e com o apoio de um cão farejadores, os investigadores iniciaram, nas primeiras horas da manhã de hoje, as capturas dos alvos envolvidos com a comercialização e distribuição de entorpecentes na região de Bela Cruz. Os primeiros suspeitos capturados, que estavam com os mandados em aberto, foram: Francisco Orlando Dias (39); Maria Lidiane de Paula (33); Dulce Rodrigues Magalhães Batista (38) e Manoel Rodrigues Magalhães (58).

Os presos, que foram capturados nos bairros Córrego Grande, Alto do Bode e Marquinho, são partícipe do mesmo coletivo criminoso, com atuação direta e indireta na comercialização de drogas nos bairros onde residem. Com eles, além do cumprimento de mandado de prisão, foram cumpridos mandados de busca e apreensão, quando foram recolhidos celulares. Os equipamentos deverão ser periciados e auxiliarão no andamento dos trabalhos investigativos.

Dando continuidade às diligências, ainda no período da manhã, foram presos nos bairros Marquinho, Areias, Centro e na cidade de Cruz, mais cinco suspeitos. Foram eles: Manoel Rubens Carvalho (24), com antecedentes criminais por tráfico de drogas; Marcilio Rodrigues Magalhães (24), com antecedentes criminais por tráfico de drogas e ameaça; Francisco Felipe de Sousa (25), com antecedentes criminais por porte ilegal de arma de fogo e roubo; Maria Daiane de Paula (22), sem antecedentes criminais; e Celestino Rodrigues Magalhães (43), vulgo “Pelé”. Este último possui uma extensa ficha criminal pelos crimes de homicídios, tráfico de drogas, roubo e furto.

“Pelé”, que é apontado como chefe de um grupo criminoso em que todos os demais são suspeitos de fazerem parte, teve seu mandado cumprido dentro do sistema prisional, na Grande Fortaleza, local onde o suspeito se encontra recolhido e respondendo por outros crimes. Para o delegado titular da Delegacia Municipal de Bela Cruz, Jean Weddigen, os resultados expressivos desta operação são uma resposta efetiva a partir do trabalho policial e demonstra a qualidade investigativa da Polícia Civil no interior do Estado: “É uma operação importante, principalmente pelos números de alvos atingidos. Foram oito meses de investigações, quando houve um importante trabalho de inteligência policial. Conseguimos desarticular toda a comercialização de drogas, desde quem apenas negocia os valores, bem como aqueles que efetivamente distribuem os entorpecentes. O trabalho continua, temos outros mandados de busca e apreensão e de prisão, que com certeza serão cumpridos, e daremos continuidade a esse combate. Principalmente, daremos continuidade no golpe a este grupo criminoso com atuação em Bela Cruz”, finalizou Jean.