Foto: Divulgação

Nem os mais de 2.500 km de distância entre Frutal (MG) e Fortaleza (CE) foram suficientes para que Jarbas Luiz Lopes Pimenta pudesse se esconder do trabalho integrado das Policias Civil do Ceará e de Minas Gerais. O homem, de 23 anos, que se encontrava foragido da Justiça de Minas Gerais, suspeito de matar a sua namorada, foi preso nas primeiras horas da manhã de hoje (9), por policiais civis cearenses, no bairro Parangaba- Área Integrada de Segurança 5 (AIS 5) de Fortaleza.

As trocas de informações e o trabalho de inteligência dos investigadores da PC-CE e da PCMG culminaram na prisão de Jarbas Luiz. Contra ele existia um mandado de prisão preventiva pelo crime de homicídio, ocorrido no último dia 15 de agosto, deste ano, no Estado de Minas Gerais. Segundo informações preliminares sobre o crime, Jarbas matou com um único tiro na nuca, sua namorada, que era estudante de Direito. A jovem de 20 anos foi assassinada na porta de uma casa de eventos, após uma discussão entre o suspeito, ela e outro homem.

Com base nas imagens de câmeras de seguranças do local, ambos os homens fugiram em seguida. Com isso, os policiais civis do Ceará receberam informações de que Jarbas estivesse escondido em Fortaleza. Com base nas características dele, os agentes de segurança cearenses iniciaram as diligências que lograram êxito na sua localização e captura.

O homem, que estava há cerca de 15 dias no Ceará, foi capturado por meio de um trabalho realizado pelas equipes do Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da PC-CE. Ele, que não reagiu ao trabalho policial, foi conduzido à sede do departamento especializado, onde o caso foi registrado. Agora, as tratativas para o seu recambiamento estão em andamento.