Foto: Divulgação

Uma operação da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia Municipal do Ipu, resultou na prisão em flagrante de quatro homens suspeitos de praticar diversos crimes na região. Entre os presos está um cigano, suspeito de chefiar uma organização criminosa atuante em Ipu. Além das prisões, a Polícia Civil apreendeu armas e cerca de R$ 100 mil reais em cheques e notas promissórias. A ofensiva ocorreu, na manhã desta segunda-feira (20), no município, e teve o apoio da Delegacia Municipal de Guaraciaba do Norte, da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Guarda Municipal de Ipu.

Após investigações sobre a ação de ciganos armados no município do Ipu e região, a PCCE deflagrou uma operação intitulada “Zíngaro” (que significa “pertencente aos ciganos”), com o objetivo de desarticular o esquema criminoso. As investigações apontam que os alvos da ação policial são suspeitos de praticarem crimes de agiotagem e extorsão.

Na ação, foram cumpridos dez mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos. No total, a Polícia Civil apreendeu dois revólveres calibre 38, municiados, cerca de R$ 100 mil em espécie, cheques e notas promissórias, além de aparelhos celulares e documentos. Tais materiais corroboram com o crime de extorsão no qual o grupo criminoso é investigado.

Durante as diligências, foram realizadas outras duas prisões em flagrante por tráfico de drogas. Os homens estão à disposição da Justiça.

A Polícia Civil segue apurando a participação de outros integrantes do grupo, que já foram identificados. Os elementos comprobatórios apreendidos durante a operação irão subsidiar os crimes denunciados e outras práticas criminosas associadas ao grupo.