Na madrugada desta quarta-feira (24), a Polícia Federal localizou e desarticulou um dos maiores laboratórios de falsificação de cédulas falsas do Brasil. A ação resultou na prisão de um homem, considerado líder da Organização Criminosa e que já estava foragido da Justiça de Ituiutaba/MG. A operação foi deflagrada pela Polícia Militar do Estado do Ceará e a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais

O preso já esteve em outro laboratório de falsificação de moeda desarticulado pela Polícia Federal, em outubro de 2020, na cidade de Ituiutaba/MG, na deflagração da Operação Triângulo das Bermudas.

Após a operação do ano passado, o então suspeito fugiu para o Ceará, onde continuou e até mesmo aprimorou a produção de cédulas falsas, além de produzir cartões clonados, cartões cidadão e comprovantes de residência (utilizados para invadir contas bancárias de terceiros), além de documentos de identificação civil falsificados.

A ação prossegue, mesmo durante a pandemia, com o objetivo de combater as organizações criminosas responsáveis pela confecção e distribuição de moeda falsa no país. Desde 2019 até hoje, a PF apreendeu mais de R$ 9.38 milhões em cédulas falsas.