Dando continuidade aos trabalhos de investigações visando à desarticulação de um grupo criminoso com atuação em Itaitinga – Área Integrada de Segurança 12 (AIS 12) do Estado, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) cumpriu, nessa terça-feira (23), um pedido de sequestro de bens deferido pela Justiça cearense. Ao todo, três imóveis avaliados em R$ 450 mil foram sequestrados. As residências pertenciam ao acusado, preso em outubro de 2020, em Itaitinga.

Com a prisão dele,  os policiais civis deram continuidade às diligências na região. O homem foi preso ano passado, em Itaitinga, após uma investigação da PCCE apontá-lo como chefe do tráfico de drogas nos bairros Serrinha e Barroso (AIS 3 e 5) da Capital. Conforme levantamentos policiais, ele ocupava um cargo relevante dentro de um coletivo criminoso.

Ainda durante as apurações, os policiais civis comprovaram que os imóveis adquiridos pelo criminoso foram comprados e registrados em nomes de “laranjas”. Indícios apontam ainda que os imóveis estavam em nomes dessas interpostas pessoas com o objetivo de ocultar a origem ilícita dos bens.

As apurações policiais identificaram que os imóveis foram adquiridos com dinheiro oriundo de práticas criminosas realizadas pelo coletivo criminoso ao qual ele pertence. Com o sequestro concluído, os bens agora se encontram à disposição da Justiça. Eles devem ser colocados à venda em leilões, cujos valores serão revertidos aos cofres do Estado.