Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), por meio da Delegacia de Narcóticos (Denarc), realizou, na manhã desta sexta-feira (26), a incineração de cerca de uma tonelada de drogas apreendidas em ações policiais de 2013 até este ano. A queima dos entorpecentes acontece em uma cerâmica, situada no município de Aquiraz – Área Integrada de Segurança 13 (AIS 13) – Região Metropolitana de Fortaleza.

No total, serão incinerados 758,3 quilos de maconha, 16,3 quilos de crack, 126,5 quilos de cocaína e 28 quilos de pó branco, além de 838 comprimidos de ecstasy, 3.274 selos de dietilamida do ácido lisérgico (LSD), 147 comprimidos psicotrópicos, além de diversos esteroides anabolizantes, oito mudas de maconha, 90 gramas de metilenodioximetanfetamina (MDMA) e 41 frascos de lança-perfume. As drogas foram apreendidas em atuações da Polícia Civil, ocorridas entre os anos de 2013 e 2021, em operações desencadeadas nas cidades de Aquiraz, Barreira, Camocim, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Iracema, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Paraipaba, Redenção, Tauá, Tianguá e Ubajara.

Compareceram na carbonização do material, o delegado Márcio Gutierrez do Departamento de Polícia Judiciária Especializada ; o diretor da Denarc, Alisson Gomes; representantes do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), da Vigilância Sanitária e peritos da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), além de policiais civis da unidade especializada no combate às drogas do Ceará.

Para Alisson Gomes, a incineração das drogas representa a conclusão do trabalho policial para impedir o tráfico de entorpecentes no Ceará. “Com a incineração, reforçamos que não adianta os criminosos insistirem neste tipo de crime, uma vez que a droga será, com certeza, apreendida pela Polícia. Esse material que eles tanto valorizam se tornará cinzas” pontuou Alisson Gomes.