policia civil
Foto: Divulgação

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou uma operação, nas primeiras horas desta quinta-feira (6), com objetivo de desarticular uma organização criminosa que atua em municípios do Interior Norte do Estado. Os alvos dos mandados de prisão e de busca e apreensão da Operação Arrebol foram cumpridos nas cidades de Crateús, Hidrolândia, Independência e Fortaleza. Ao todo, 18 pessoas foram capturadas. Além disso, uma servidora efetiva do Fórum de Independência foi afastada das funções por suspeita de colaborar com o grupo criminoso. A ofensiva policial segue em andamento.

 

A operação é fruto de investigações da Delegacia Municipal de Independência com apoio da Delegacia Regional de Crateús sobre a atuação de suspeitos envolvidos com o tráfico de drogas no Interior Norte. Os alvos presos nesta quinta são ligados ainda a crimes de homicídio, associação para o tráfico, lavagem de dinheiro, comércio ilegal de arma de fogo, corrupção, corrupção de menores e ameaça. A ofensiva policial contou com o apoio de equipes do Departamento de Polícia Judiciária do Interior Norte (DPI/Norte).

Ao todo, os policiais civis cumpriram 12 mandados de prisão em Independência, um em Fortaleza, um em Crateús e outros quatros contra alvos que estão recolhidos no sistema penitenciário do Estado. Além das prisões, a Polícia Civil cumpriu um mandado de afastamento contra uma servidora efetiva que trabalha no Fórum de Independência sob a suspeita de ela passar informações privilegiadas e sigilosas por intermédio de um advogado.

 

Um dos mandados de busca e apreensão foi cumprido no endereço do advogado, que é investigado por trabalhar a serviço do grupo criminoso. As investigações apontam que a servidora era encarregada de fornecer informações sigilosas para o advogado, que as repassa ao chefe da organização criminosa. Há indícios que a troca de informações prestada por ela em prol da organização criminosa era cobrada em dinheiro.

Durante as diligências, as equipes policiais apreenderam ainda R$ 11.700,00 em espécie, além de relógios, aparelhos celulares e um veículo modelo Peugeot. O material foi recolhido da casa do casal apontado como chefes da organização criminosa, em Independência. Outros dois veículos e três motocicletas também foram apreendidas nos endereços que constavam nos mandados judiciais.

A Polícia Civil segue com os trabalhos na rua para cumprir todos os mandados judiciais oriundos da Vara de Delitos de Organizações Criminosas do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).