img_bd_r_w_sql-3 Segurança
Foto: Divulgação

Na tarde desta quinta-feira (04), o secretário André Costa, gestor da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), se reuniu com representantes das Polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros e da Agência de Fiscalização da Prefeitura de Fortaleza (Agefis), no intuito de traçar ações para o combate à poluição sonora na Capital. A parceria se dará por meio de operações e fiscalizações diárias, que serão realizadas em conjunto entre o Estado e o Município, na intensificação de fiscalizações em bares e locais que venham a exceder os limites de decibéis permitidos por lei. Além disso, o trabalho visa inibir outros delitos, que podem ocorrer nos locais visitados pelas operações.

Durante as sextas-feiras, sábados e domingos, ocorrências relacionadas à perturbação do sossego alheio correspondem a 60% das denúncias feitas a Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS, o que totaliza cerca de 1.000 a 1.500 ligações. Diante desse problema e visando o bem-estar da população, operações em conjunto envolvendo as Polícias Militar e Civil, o Corpo de Bombeiros, a Guarda Municipal e também fiscais da Agefis, estão programadas para a partir deste mês de maio. Outras ações semelhantes serão realizadas constantemente em diversos bairros de Fortaleza.

“Essa é uma ação relevante para a cidade. A Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado vão enfrentar conjuntamente essa problemática da poluição sonora. Esperamos resolver a perturbação do sossego e beneficiar toda a sociedade”, disse o superintendente da Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis), Marcelo Pinheiro, que esteve presente na reunião desta tarde. Já de acordo com o secretário André Costa, “parceiras como estas são fundamentais para a redução de delitos em gerais, uma vez que alguns desses locais, quando não submetidos a fiscalizações de órgãos de Segurança, podem se tornar pontos propícios para práticas criminosas, como o tráfico de drogas”, ressaltou.