Foto: Divulgação
Uma operação intitulada “Ilha de Guantánamo”, que teve como objetivo combater ações criminosas na cidade de Milhã, resultou na prisão de quatro pessoas. Os trabalhos aconteceram na última sexta-feira (08) e foram iniciados após investigações presididas pelo delegado William Lopes, titular da Delegacia Regional de Senador Pompeu. A ação resultou em prisões e nas apreensões de armas de fogo, drogas, munições e outros materiais ilícitos.
No total, 50 policiais participaram da ação, sendo 36 civis e outros 14 da PM. Com base nas apurações, foram expedidos 20 mandados de busca e apreensão. Entre os resultados da operação está o estouro de um laboratório de preparação de drogas, no entanto no local onde funcionava a unidade de preparo, ninguém foi encontrado. Foram realizadas também investidas contra imóveis, onde, segundo foi apurado nas investigações, havia comercialização de entorpecentes.
Entre as armas de fogo, foram apreendidos dois revólveres calibre 38; uma espingarda calibre 36 e duas de pressão; duas pistolas, sendo uma .40 e outra 9 mm; e 77 munições de pistola. Além do armamento, os policiais apreenderam uma prensa industrial; 1.500 pinos de cocaína cheios e outros 10.000 vazios; cinco quilos de cocaína pura; 200 gramas de Crack; 500 gramas de maconha; 30 aparelhos celulares; aproximadamente R$ 20 mil; 9 balanças de precisão; 2 notebooks; uma CPU; um veículo modelo HB20; quatro motocicletas; e cinco animais, sendo um veado, um papagaio, três pássaros silvestres.
Os quatro presos e o material apreendido na ação foram levados para a Delegacia Regional de Senador Pompeu.