Investigações conduzidas pela Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) culminaram na prisão de dois irmãos suspeitos de armazenar e distribuir conteúdo pornográfico infantojuvenil. Os alvos foram capturados na última sexta-feira (23), em Maracanaú. A divulgação das capturas foram apresentadas na manhã desta segunda-feira (26), para não comprometer os trabalhos investigativos sobre o caso.

Dois irmãos, com idades de 30 e 40 anos, ambos sem antecedentes, foram presos mediante cumprimento de mandado de prisão preventiva pelos crimes de transmissão por meio de sistema de informática de vídeos contendo imagens de estupro de vulnerável. Segundo levantamentos investigativos, iniciados em janeiro deste ano, por equipes da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Maracanaú, os homens se passavam por crianças em aplicativos de relacionamentos para falar com outras crianças com objetivo de repassar o material, bem como para pedir imagens das vítimas sem roupa.

Ainda segundo apuração da Polícia Civil, os homens adquiriam os números de crianças próximo da família deles, para assim cometerem as ações criminosas. Com isso, as autoridades policiais representaram pela prisão dos homens e, na tarde da última sexta-feira (23), com a decisão judicial em mão, os suspeitos foram localizados e presos.

Agora, eles responderão pelos crimes previstos no Estatuto da Criança e Adolescente (ECA), pela transmissão por meio de sistema de informática de vídeos contendo imagens de estupro de vulnerável, além de induzir crianças ao acesso e material contendo cena de sexo com o fim de com ela praticar ato libidinoso.