Drogas: esta teria sido a motivação para Natanael de Sousa (30) matar e tentar esquartejar uma mulher que ele havia convidado para usar entorpecentes. A Polícia Militar do Estado do Ceará agiu rápido e prendeu o homem quando ele se preparava para se desfazer do corpo da vítima. O caso ocorreu, na noite dessa quarta-feira (02), e o flagrante já na madrugada de hoje (03), no bairro Carlito Pamplona – Área Integrada de Segurança 1 (AIS 1) de Fortaleza –, e foi registrado no 7º Distrito Policial.

Natanael, que não possuía antecedentes criminais e trabalhava como açougueiro, é o suspeito do homicídio de Josilandia Moura Matos (40). O crime foi cometido no apartamento do infrator, situado na Rua Engenheiro João Nogueira. De acordo com levantamentos feitos pela Polícia no local, a mulher foi asfixiada e, depois, atingida com uma facada no peito. O criminoso ainda tinha decepado um dos braços da vítima e tentado decapitá-la, quando foi flagrado pelos policiais militares, que chegaram ao imóvel após serem acionados via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops).

De acordo com o delegado José Jesuíta Barbosa, titular do 7º Distrito Policial, o delito foi motivado pelo uso de entorpecentes. “Ele tinha chamado a mulher para usar drogas e estava sob o efeito das substâncias”, disse. O corpo de Josilandia foi encontrado pelos agentes de segurança enrolado em um tapete e com um saco plástico na cabeça, dentro do apartamento. A Polícia apreendeu duas facas no imóvel, bem como quatro sacos que seriam usados por Natanael para depositar os membros da vítima.

O preso foi encaminhado para o 7º DP e autuado em flagrante por homicídio qualificado por motivo torpe e sem chance de defesa da vítima, com base no artigo 121 do Código Penal.