IMG_5746 Segurança
Governador Camilo Santana – (Foto: Nathan Santos)

A cerimônia da graduação de 1.447 militares (1.168 policiais e 279 bombeiros), beneficiados pela lei que institui progressão na carreira aconteceu na manhã desta terça-feira (27), no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.  A cerimônia reuniu militares da Capital, Região Metropolitana, Russas, Canindé e Quixadá. Segundo o governador Camilo Santana durante a solenidade, a promoção foi um sonho realizado. “Um sonho de 20, 30 anos, foi realizado com essa lei. A medida não foi só corrigir, foi garantir que todo militar que ingressasse na carreira saiba o mês e o ano para promoção. Porém, o mais importante nessas promoções é o reconhecimento e o mérito do trabalho que vocês prestam ao povo cearense”.

“Me diziam que o Ceará tinha um efetivo pequeno. Fiz concurso da Polícia Civil para 750 homens, e já chamei 510 escrivães, delegados e inspetores, e no primeiro trimestre convocarei o restante. Também este ano, fiz o concurso público da Polícia Militar para 4.200 homens e já autorizei chamar a primeira turma de 1.400 novos militares, a partir de janeiro de 2017”, informa antes da graduação de  1.447 militares (1.168 policiais e 279 bombeiros), beneficiados pela lei que institui progressão na carreira.

A oficial Nara Fernandes, de 30 anos, que recebeu a patente de capitã da Polícia Militar, declara que a responsabilidade é ainda maior com a promoção. “Nos motiva muito o sentimento da realização profissional, que foi algo que busquei durante esses sete anos na minha carreira. A ascensão do posto na atividade militar só aumenta a responsabilidade e o compromisso com o trabalho”, diz.

Conheça a lei
Assinada pelo governador Camilo Santana em 22 de abril de 2015, a Lei que permite as promoções foi aprovada por unanimidade pelos deputados e sancionada no dia 25 de maio do ano passado, durante a solenidade de comemoração dos 180 anos da Polícia Militar do Ceará. A medida institui um fluxo regular e automático na carreira dos oficiais e praças estaduais.

A principal novidade do projeto é a extinção do limitador de vagas para ascensão. Ou seja, quem cumpriu o interstício (tempo mínimo de permanência no posto para ser promovido) pode concorrer ao benefício. A lei permitiu a promoção na carreira de 8.891 profissionais no ano passado, se transformando na maior da história das duas corporações, com 10 cerimônias realizadas em nove cidades do Estado.

Investimentos em segurança

O Governo do Ceará divulgou, no mês de dezembro, o resultado definitivo do concurso que oferta 4.200 vagas para reforçar o efetivo da Polícia Militar. As vagas estão distribuídas em três turmas, com previsão de convocação até o ano de 2018. Já na última segunda-feira (5), o Estado ganhou o reforço de mais 510 policiais civis (130 delegados, 170 inspetores e 210 escrivães) que compõem o segundo grupo de aprovados no último concurso para a corporação. O último grupo deverá tomar posse no primeiro trimestre de 2017.