Foto: Divulgação

Um entregador de aplicativo de delivery foi preso pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) quando carregava quase dois quilos de maconha dentro da mochila térmica da empresa. A ação policial ocorreu na tarde dessa terça-feira (19), no bairro Carlito Pamplona, na Área Integrada de Segurança 4 (AIS 4) de Fortaleza. O suspeito estava em uma motocicleta com queixa de furto, que foi detectada pelo Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia) e pelas câmeras do sistema de videomonitoramento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).

A informação foi enviada aos policiais militares lotados no Comando de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (CPRaio), por meio do acionamento via Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops) da SSPDS. Após um cerco inteligente, a composição abordou Antônio Gleidson Sousa do Nascimento (23), que já responde a um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por desacato. Ele trafegava em uma motocicleta de cor preta por uma via da região da AIS 4 da Capital.

Após revista, a PMCE apreendeu dois tabletes de maconha, que pesavam 1,8 quilo. O material ilícito estava armazenado no interior da bolsa térmica da empresa. Ao ser questionado, ele informou que seguiria até um bairro próximo, onde entregaria os entorpecentes. Gleidson foi encaminhado ao 34° Distrito Policial (DP), onde foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. Ao verificar a situação da motocicleta apreendida com ele, a Polícia Civil chegou à informação de que ele mesmo foi vítima de furto, mas ao recuperar o bem, não retirou a queixa. A droga e os veículos ficaram apreendidos na delegacia distrital.