Foto: Reprodução

Nesta quinta-feira (28), uma ação da Polícia Militar, resultou nas prisões de dois suspeitos de terem atacado dois carros-fortes. O ato criminoso aconteceu na tarde da última segunda-feira (25), no quilômetro 94 da BR-304 na localidade de Cajazeiras, a 75 Kms da sede de Aracati.

Os dois suspeitos foram presos na madrugada, durante diligências realizadas pelos militares do Cotar, na altura do quilômetro 35 da BR-304, em Aracati. Os dois chegaram a trocar tiros com os policiais. Ninguém ficou ferido. Um automóvel modelo Uno, com placas clonadas, também foi apreendido pelos agentes de segurança.

Cotar-prende-dupla-suspeita-de-atacar-carros-fortes-na-regi%C3%A3o-de-Aracati-01-600x338 Segurança

Como trata-se de uma operação conjunta com a Polícia Federal do Rio Grande do Norte (PF-RN), os suspeitos, o material e o veículo apreendidos foram encaminhados para a sede da PF, em Mossoró. A Polícia apura se as identificações passadas pelos suspeitos são verdadeiras. A investigação e as buscas continuam, com o objetivo de capturar outros partícipes da ação criminosa. Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) também realizam levantamentos acerca da ocorrência, já que o ato contra os carros-fortes aconteceu em território cearense.

Cotar-prende-dupla-suspeita-de-atacar-carros-fortes-na-regi%C3%A3o-de-Aracati-07-600x450 Segurança

O caso

O ataque aconteceu por volta das 17 horas, quando os dois veículos pertencentes a uma empresa de transporte de valores foram abordados na BR-304, por duas caminhonetes, sendo uma modelo S10 e a outra, uma Amarok. Os carros-fortes saíram de Mossoró sentido Fortaleza e ao chegarem à comunidade da Maísa-RN, os condutores dos veículos perceberam que eram perseguidos por uma S10 de cor prata. Já na altura do km 94 da BR-304, a caminhonete emparelhou com um dos veículos e seus ocupantes efetuaram vários disparos. O carro-forte foi para o acostamento, momento em que foi novamente atacado.

O segundo carro-forte seguiu em frente, momento em que foi perseguido por uma Amarok de cor escura. O condutor do veículo da empresa de transporte de valores fez o retorno ao perceber um bloqueio na via, e acabou alvejado com disparos pelos ocupantes da caminhonete. O carro-forte desceu o acostamento. Os criminosos deixaram o local, sem obter êxito na ação. Ninguém ficou ferido. Durante a ação, foram apreendidas duas armas de fogo, sendo uma calibre 12 e uma calibre. 50 de fabricação artesanal, além de um carregador para fuzil.