Em uma ação rápida, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), com o apoio da Coordenadoria de Inteligência (Coin) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), prendeu, nessa terça-feira (13), dois homens suspeitos de envolvimento em um latrocínio tentado contra um policial militar da reserva. A dupla foi capturada durante as diligências iniciadas logo após o crime, registrado na noite da última segunda-feira (12), no bairro Jardim das Oliveiras, de Fortaleza. Com os suspeitos foi apreendida a arma possivelmente utilizada no crime. Os detalhes do trabalho policial foram divulgados na manhã desta quinta-feira (15), em coletiva de imprensa, na sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Informações levantadas pelas equipes de investigadores do DHPP identificaram Francisco Fábio Santos de Souza (18), que quando menor respondeu por atos infracionais, e José Guilherme Sousa da Silva (19), que não possuía antecedentes criminais. Eles foram capturados após ação contínua realizada pelos policiais civis, que iniciaram as investigações logo após o crime contra o policial militar. A dupla foi capturada na Comunidade Verdes Mares, no bairro Papicu, na noite da terça-feira (13).

As investigações apontam que a dupla integrava um grupo responsável pela prática de roubos em série em Fortaleza. O grupo, após realizar outros dois assaltos no mesmo bairro onde o policial foi abordado, atacou a vítima, que se encontrava em um estabelecimento comercial. O policial militar reagiu e entrou em luta corporal com Fábio, que conseguiu se desvencilhar e disparou contra a vítima. Após o ocorrido, os suspeitos fugiram levando os pertences do militar. As investigações apontaram ainda que José Guilherme era o motorista do grupo criminoso. Outros partícipes da ação criminosa são investigados.

Durante as diligências, os policiais civis apreenderam a arma possivelmente utilizada por Fábio para disparar contra a vítima. No total, foram apreendidos um revólver calibre 38, que há indícios que seja a mesma arma utilizada na ação criminosa, além de 65 munições de cal. 38 e 380. Um colete balístico também foi apreendido. Os presos e o material apreendido foram levados para a sede do DHPP, onde a dupla foi autuada em flagrante por latrocínio tentado. As investigações sobre o caso seguem.