Foto: Reprodução

Pelo 26° mês seguido, o Ceará reduziu os Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVP) em todo o seu território. O recorte que mais se destaca são roubos de veículos que, durante os sete meses de 2019, registrou uma queda de 48%. Outro dado positivo é o de veículo recuperado, na sua grande maioria, por meio de cercos inteligentes realizados pela Polícia Militar do Ceará (PMCE) com o apoio do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia) e do videomonitoramento. Este é mais um balanço positivo divulgado pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), que, na última terça-feira (13), também apresentou os dados que mostraram que o Ceará chegou ao seu 16° mês de redução nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI).

Nos sete meses de 2019, os roubos de veículo no Ceará caíram 48%, indo de 5.738 para 3.010. A estatística favorável também foi registrada em todos os meses deste ano. Em julho último, por exemplo, o trabalho das forças de segurança aliada ao uso inteligente de ferramentas desenvolvidas pela Segurança Pública cearense resultou na queda de 42%, indo de 696 crimes para 401. Em junho, a diminuição foi de 41%, indo de 768 para 454. Em maio, foram 50% a menos, passando de 860 para 429. Em seguida, vem o mês de abril, que passou de 816 casos para 442, o que corresponde a uma redução de 46%. A retração aconteceu também em março, quando os 913 roubos de carro de 2018 caíram para 472 neste ano, correspondendo a uma redução de 48%. Em fevereiro, a queda foi de 49%, indo de 794 para 405. Por último, ficou janeiro, que registrou a maior queda percentual em um mês, com 54% de diminuição, saindo de 891 para 407 casos.

“Não é uma redução que se iniciou neste ano. É fruto de um trabalho que ocorre há mais de um ano e que vem mês a mês se consolidando. Queremos melhorar cada vez mais o que temos feito, sempre se reunindo e discutindo quais pontos precisam ser melhorados, fazendo os ajustes finos da nossa estratégia e analisando ponto a ponto e caso a caso em cada área”, destacou o secretário da SSPDS, André Costa.