Um homem suspeito de envolvimento em roubo de carga foi preso durante uma ação conjunta entre equipes da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), com apoio da Polícia Militar do Ceará (PMCE) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Após serem acionados pelos operadores do Núcleo de Videomonitoramento (Nuvid) da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), foi feita a abordagem e o suspeito foi capturado. A ação aconteceu na última quinta-feira (13), no bairro Sapiranga. Os detalhes da ação policial foram apresentados em coletiva de imprensa, na manhã desta segunda-feira (17), na sede da PCCE.

As câmeras de segurança do Nuvid flagraram a passagem de um veículo que teria dado apoio a uma ação criminosa, na qual um caminhão havia sido roubado. O crime aconteceu na manhã da quinta (13), na BR 222 – quilômetro 56, em São Gonçalo do Amarante (AIS 11). A vítima foi abordada por homens armados que estavam em outros dois veículos. Os suspeitos levaram o caminhão e alguns pertences pessoais da vítima, que foi liberada em uma estrada cerca de cinco quilômetros da via principal.

Com as informações sobre os veículos utilizados no crime, equipes da PCCE, PMCE e PRF começaram as buscas pelos suspeitos. Na tarde do mesmo dia, equipes da PMCE abordaram o veículo envolvido no crime. No momento da abordagem, os policiais militares solicitaram o apoio da PCCE, que chegou pouco tempo depois no local. Nele estava apenas o condutor, que foi identificado como Elieser Varelo Gomes Júnior (27).

O indivíduo foi questionado sobre o caso e, em primeiro momento, negou a participação no crime. Diante do exposto, ele foi conduzido até a Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e Cargas (DRFVC), da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), onde confessou a participação na unidade policial e foi autuado pelo crime de roubo.

Dando continuidade às investigações, as equipes seguiram em diligências até o município de Itaitinga, onde localizaram o caminhão roubado. Dentro do veículo foi encontrada uma carga de mudança, além dos pertences da vítima. Todo o material estava escondido de forma estratégica, em um matagal. O caso segue sendo investigado com o intuito de identificar e localizar outros envolvidos no crime.