Para conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico e tratamento precoce do câncer de mama, a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) segue ofertando, até o fim do mês de outubro, mutirões de exames de mamografia, em unidades de saúde da Capital.

Além das vagas de rotina, as policlínicas Dr. Luiz Carlos Fontenele (Passaré) e Dr. José Eloy da Costa Filho (Bonsucesso) estão ofertando 2.600 vagas para mamografia distribuídas durante todo o mês. Para ter acesso ao exame nestas unidades, é necessário buscar um dos 116 postos de saúde para realizar o agendamento.

O Hospital e Maternidade Dra. Zilda Arns também está ofertando novas vagas de mamografia durante este mês. De segunda a sexta-feira, 24 pacientes são acolhidos diretamente na unidade para a realização do exame, sendo 12 por turno (manhã e tarde), sem necessidade do agendamento prévio realizado pelos postos.

A assessora técnica da saúde da mulher da SMS, Adriana Melo, ressalta a importância do autocuidado na detecção precoce do câncer de mama. “A mulher precisa praticar o autoexame, pelo menos uma vez no mês, para perceber algum caroço, alguma textura diferente nas mamas. Caso note alguma alteração, deve procurar um dos 116 postos de saúde e solicitar uma consulta médica. Lá, ela será encaminhada pelo médico à rede de diagnóstico da Capital. Lembrando que o autocuidado não substitui a mamografia, que também deve ser realizada regularmente, entre mulheres de 50 a 69 anos”, ressaltou.

Mamografia

A idade média para o exame em mulheres assintomáticas, recomendada pelo Ministério da Saúde, é de 50 a 69 anos. É importante que o exame seja feito anualmente, pois além do diagnóstico precoce do câncer de mama, a mamografia auxilia no diagnóstico de outras alterações que podem ocorrer, como cistos, nódulos e calcificações.