FOTO © TATIANA FORTES/GOV DO CEARA

O Hospital de Messejana Dr. Carlos Alberto Studart Gomes (HM), da rede pública da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), do Governo do Estado, iniciou as atividades do hospital de campanha. Montado no estacionamento da unidade, o espaço conta com 35 leitos de enfermaria de média complexidade, que vão reforçar o atendimento a pessoas diagnosticados com Covid-19 ou com suspeita da doença.

O hospital de campanha do HM receberá pacientes encaminhados pela própria unidade. Desde o início da pandemia, o hospital realizou a reestruturação de leitos para o enfrentamento ao coronavírus. Atualmente, a unidade oferece 253 leitos, sendo 74 de UTI e 144 de enfermaria e agora 35 de campanha, para o tratamento dos pacientes com coronavírus.

“Nós conseguimos montar leitos de UTI para os pacientes mais graves e separamos enfermarias, nas unidades de internação, para os pacientes de média complexidade. O hospital de campanha vem ampliar essa assistência, com mais 36 leitos de média complexidade. Tudo o que estamos fazendo é para atender da melhor forma possível os nossos pacientes”, explica o diretor médico do Hospital de Messejana, Carlos Augusto Santos.

Outra medida adota foi a implantação do gabinete de crise, que tem auxiliado na otimização dos atendimentos a pacientes com Covid-19. A ação foi articulada dentro do Lean nas Emergências, projeto do Ministério da Saúde em parceria com o Hospital Sírio-Libanês.

Enfrentamento à Covid-19

Uma das ações do Governo do Ceará no enfrentamento à Covid-19 é a ampliação de leitos na rede pública de saúde. O Ceará possui uma estrutura de saúde bem distribuída pelo interior, com hospitais regionais em Juazeiro do Norte, Sobral e Quixeramobim, além de hospitais polo em cidades estratégicas, como Maracanaú, Caucaia, Itapipoca, Crateús, Tauá, Iguatu e Icó. Durante a pandemia, as unidades receberam incremento de leitos de enfermaria e de UTIs para o enfrentamento à Covid-19.

Já foram abertos 492 leitos de UTI e 1.670 de enfermaria para atendimento de pacientes com Covid-19 na rede pública do Ceará, capital e interior. Em parceria com os municípios, a Secretaria da Saúde já ativou leitos de UTI e enfermaria em Barbalha (20 UTIs), Itapipoca (11 enfermarias e 10 UTIs), Crateús (10 UTIs), Maracanaú (13 enfermarias e 5 UTIs), Brejo Santo (7 UTIs), Iguatu (20 UTIs), Tianguá (10 UTIs), Caucaia (26 enfermarias e 10 UTIs). Da rede Sesa, há o Hospital Regional Norte (25 enfermarias e 36 UTIs), Hospital Regional Cariri (21 enfermeiros e 35 UTIs) e Hospital Regional do Sertão Central (37 enfermarias e 30 UTIs) que tiveram leitos ampliados para atendimento de Covid-19.