camilo santana
Foto: Divulgação

O Governo do Ceará está adquirindo equipamento para a realização de exames e prestação de socorro à população cearense em situações específicas. Os aparelhos serão instalados nos hospitais polos da rede estadual de saúde, informou o governador Camilo Santana, nesta quinta-feira (6), em suas redes sociais. Além disso, o Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), criou processo licitatório para a instalação de uma central de laudos à distância, que trará mais velocidade na análise de exames de imagem.

O chefe do Executivo estadual detalhou os aparelhos da compra. “Estamos adquirindo 12 novos tomógrafos para os hospitais polos do Ceará e uma máquina de ressonância para o Hospital Albert Sabin, onde estamos também ampliando os leitos de UTI”, informou. Camilo disse ainda que aparelhos importantes para salvar vidas em determinados casos chegarão a unidades que ainda não possuem. “Estamos adquirindo um aparelho de hemodinâmica para enfrentar situações de AVC e infarto para o Hospital do Sertão Central e também HGF (Geral de Fortaleza), equipamento esse que também terá no novo Hospital Regional do Jaguaribe, que praticamente a obra física está concluída e já estamos adquirindo os equipamentos”, destacou. Com mais esse hospital concluído, o Ceará passará a ter em cada uma de suas cinco macrorregiões de saúde (Fortaleza, Sobral, Cariri, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe) uma unidade hospitalar de alta complexidade do Governo do Estado.

Outra novidade anunciada pelo governador vai trazer mais rapidez na análise de exames de imagem. “Estamos licitando uma central de laudos à distância, que vai poder fazer laudo de radiografia, tomografia e mamografia para todas as unidades do Ceará. Isso facilita e dá agilidade na medicina. Isso se chama conectividade, trabalhar com inteligência, e é isso que o Programa de Modernização da Saúde tem colocado para o Ceará”, enalteceu Camilo.

Além de reforçar as grandes unidades de saúde, localizadas em municípios polos das regiões cearenses, o gestor afirmou que o Governo do Ceará vem também dotando os pequenos municípios de estrutura para dar suporte aos pacientes enquanto aguardam a transferência para esses grandes centros. “Continuamos ampliando as salas de estabilização nos municípios menores, para que quando haja um caso mais grave a pequena unidade possa receber o paciente e estabilizá-lo até encaminhá-lo para uma unidade especializada. É uma das políticas que nós vamos ampliar no Ceará”, enfatizou.