A partir do dia 2 de agosto, o Centro de Saúde Meireles passará por reforma. Para garantir a assistência prestada aos usuários, os programas e serviços serão transferidos para outros espaços em Fortaleza (veja detalhes abaixo). No local, funcionará o Centro de Especialidades Pediátricas do Estado, com novo perfil de pacientes (crianças e adolescentes) e atendimento de média e alta complexidade. O equipamento será uma unidade de referência da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa).

O programa de assistência às crianças com alergia à proteína do leite de vaca (APLV) será transferido provisoriamente para o Centro de Treinamento Professor Antônio de Albuquerque Sousa Filho, da Secretaria da Educação (Seduc), na Rua Adolfo Moreira de Carvalho, s/n, no bairro Edson Queiroz, em Fortaleza (próximo ao Fórum Clóvis Beviláqua).

O Centro de Atenção à Saúde do Homem será permanentemente deslocado para o Hospital e Maternidade José Martiniano de Alencar (HMJMA), da Rede Sesa. A Unidade fica localizada na Rua Princesa Isabel, 1526, no Centro da Capital, na esquina com a Avenida Domingos Olímpio.

Também será realocado o Programa de Atenção à Saúde da Pessoa Ostomizada. O tratamento e acompanhamento para esse público será realizado em estrutura da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) ainda a ser definida e amplamente divulgada em breve.

A Sala de Vacinação do Centro de Saúde Meireles será temporariamente fechada. Para tomar as vacinas de campanhas sazonais (como a da gripe) ou permanentes, a população deverá buscar uma unidade básica de saúde municipal.

Especialidades pediátricas

Com previsão de inauguração em abril de 2022, o Centro de Especialidades Pediátricas terá equipes multiprofissionais atuando em ambulatórios de Pediatria em geral e áreas especializadas, como Neurologia, Gastroenterologia, Endocrinologia, Pneumologia, Alergologia, Nefrologia, Ginecologia, Dermatologia, Otorrinolaringologia, entre outras.

banner_centro_pediatria_CSM_jul2021-08 Saúde

O equipamento realizará exames laboratoriais e de imagens, bem como atendimentos em áreas profissionais não médicas, como Enfermagem, Nutrição, Serviço Social, Psicologia, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional. O espaço terá capacidade para mais de dez mil consultas mensais e o acesso ao serviço assistencial será mediante agendamento pela Central de Regulação Estadual.

“A Plataforma de Modernização da Saúde contempla a criação de centros de referência em todas as regiões do Ceará e, assim, também temos ações e projetos na Capital. Criar um espaço com acolhimento de excelência em várias especialidades voltado para crianças e adolescentes, onde também teremos centro de formação para médicos residentes, somente comprova o novo momento da Saúde no Estado, cada vez mais humanizada e direcionada para o aperfeiçoamento no amplo atendimento à população”, destaca o secretário da Saúde do Ceará, Carlos Roberto Martins Rodrigues Sobrinho (Dr. Cabeto).