Segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado (Sesa), o Ceará tem sete cidades com risco considerado alto de registrar casos de sarampo. Outros 54 municípios têm risco muito alto de apresentar casos da doença.

A análise leva em conta indicadores relacionados à qualidade do programa de imunização e da vigilância epidemiológica. Além de características intrínsecas dos municípios, como densidade populacional e presença de zonas vulneráveis.

A Sesa ainda informou que outros 67 municípios apresentam médio risco de resgistrar casos de sarampo e 56 possuem baixas chances de voltarem a ser afetadas pela enfermidade.

A Sesa fez visitas técnicas a 48 municípios com classificação de risco entre alto e muito alto para planejar estratégias de vacinação de públicos mais vulneráveis. A campanha de imunização de 2018 contra a doença terá início no próximo dia 6.

O Ceará não tem casos registrados de sarampo desde 2015. O Brasil já registra 822 casos confirmados, de acordo com o último boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado na quarta-feira passada. Dois estados brasileiros possuem casos da doença atualmente: Roraima e Amazonas.