Praça do Ferreira, no Centro da cidade, será palco, neste sábado (14) de um grande evento a favor da vida. O evento “Muda Junto: Pela Prevenção do Suicídio e Promoção da Vida”, liderado pelo Instituto Bia Dote, conta com a colaboração de mais de dez outras organizações não governamentais para levar acolhimento, escuta terapêutica, orientação, distribuição de abraços grátis, apresentações musicais, teatro, massoterapia, aplicação de reiki e serviços de saúde como aferição de glicemia e pressão arterial, dentre outros serviços e ações, todos gratuitos.

O evento contará ainda com apresentações e falas que irão explicar como as pessoas podem identificar aqueles que estão em risco e que precisam de ajuda, além de como e onde encontrá-la. Durante a manhã, entre as apresentações artísticas, a população participante também receberá dados, dicas e informações contra mitos e preconceitos, além de trabalhar uma maior conscientização sobre a importância de cuidar de si e do outro.

“A intenção do evento é fazer uma grande mobilização e conscientização junto à população de Fortaleza pela prevenção do suicídio e promoção da vida, através da solidariedade e do voluntariado, agregando as instituições e sociedade civil que trabalham o ano todo pela preservação e melhoria da vida. É importante levar esse tema para o coração da cidade e falar de forma simples, esclarecedora, respeitosa e acolhedora para que possa ser transformador. Falar é preciso!”, explica Lucinaura Diógenes, coordenadora do evento.

Toda a programação é realizada com o apoio de voluntários, assim como Nacy Fernando, do Projeto Enfermagem em Ação, que estará na ação ofertando serviços de saúde. Para ela, “é preciso abraçar essa causa e orientar as pessoas. É importante abordar esse tema para tentarmos reverter essa realidade atual. E essa ação causa impacto, pois consegue alcançar as pessoas. Um abraço, um apoio pode salvar vidas”, enfatiza.

O evento permitiu inscrições de voluntários por meio de cadastro no site fortalezasolidaria.org.br, portal do Fortaleza Solidária, movimento local ligado nacionalmente ao Transforma Brasil e visa alavancar os números de voluntariado na capital cearense, unindo Organizações Não Governamentais (ONGs) e projetos sociais à cidadãos que desejam ajudar as mesmas e não sabem como. As horas de trabalho voluntário ficarão registradas no seu perfil do voluntário, na plataforma, e irão compor um currículo social que pode ser impresso através no próprio portal.

:: Mais

O evento visa contribuir para o cuidado com a mental, prevenção e pósvenção do suicídio e promoção da vida que pode acarretar na diminuição alarmante número de casos notificados no Brasil. Em um estudo realizado pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), 17% dos brasileiros já pensaram seriamente em dar um fim a sua vida. Anualmente, no mundo, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

No Brasil, o número é de 11 mil suicídios por ano, em média, segundo dados de 2017 do Sistema de Informação sobre Mortalidade, sendo a quarta principal causa de morte entre jovens de 15 a 29 anos, segundo o Ministério da Saúde.

De acordo com um estudo da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) publicado na Revista Brasileira de Psiquiatria, a taxa de suicídio de jovens entre 10 e 19 anos, apesar de ter tido queda de 17% no mundo, aumentou 24% nas grandes cidades brasileiras entre 2006 e 2015. O suicídio é até três vezes maior entre jovens do sexo masculino.