Foto: Érika Fonseca.

Durante pronunciamento na plenária na última terça-feira, 11, o vereador Soldado Noelio (PROS) repercutiu uma publicação do defensor público Emerson Castelo Branco sobre a ocorrência na cidade de Milagres, em que a tentativa de assalto a uma agencia bancária do Município resultou na morte de reféns.  O parlamentar chamou a atenção para as especulações geradas na imprensa e a posição dos policiais em relação ao ocorrido, frisando o compromisso dos profissionais na defesa da vida da população.

“Nós consideramos o que ocorreu em Milagres uma tragédia e que deve sim ser apurado mas jamais se condenar sumariamente policiais que estavam trabalhando para defender a população. Nós precisamos ter o minimo de empatia com esses profissionais que foram para uma ocorrência com pessoas preparadas para matar os policiais. É lamentável vê parte da imprensa agindo de má fé, insinuar que os policiais sabiam que tinha reféns com os bandidos”, apontou.

Soldado Noelio, fazendo uma análise da situação, ressaltou que na história de ações criminosas envolvendo agência bancárias no Ceará, os atos não envolviam reféns. “Imaginem nós chegando numa ocorrência de assalto a banco, qual o cidadão não ia tentar resguardar a sua própria vida. Eles (policiais) não sabiam que lá tinham reféns, quem iria esperar morrer pra revidar um ataque injusto por aqueles que decidiram optar pelo caminho do crime. Venho pedir aos homens públicos que tenham prudência e seriedade, e tentemos garantir o direito de defesa a esses profissionais que tem um histórico de trabalho em prol do povo do Ceará. Estes policiais estão sofrendo muito porque nenhum policial de bem vai querer um cidadão ferido”, pontuou.