O Tribunal Superior Eleitoral avisou que 60% dos eleitores brasileiros já têm cadastro biométrico, ou mais de 86 milhões de pessoas. Quer dizer que a Justiça Eleitoral superou largamente a meta de 2018, que eram 9 milhões, tendo cadastrado até aqui 14 milhões de cidadãos.

O cadastro biométrico também atende ao projeto da nova identificação civil nacional e os números divulgados pela Justiça Eleitoral significam que aproximadamente 40% de todos os brasileiros já estão na base de dados que serve ao novo documento de identidade.

Regionalmente, o Paraná foi o estado com maior corrida ao cadastramento biométrico – pelo qual o TSE armazena digitalmente as impressões dos dez dedos. Lá, a meta era cadastrar 24 mil eleitores em 2018, mas o resultado foi muitas vezes superior, com 525 mil registros.

Acre, que superou a meta em 351%, Pará (346%) e Amazonas (177%) são destaques, mas o ritmo acelerado de cadastramento digital atingiu também outros 12 estados que da mesma forma ultrapassaram as metas previstas para este ano.

Assim, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo também cadastraram mais que o previsto. Distrito Federal, Alagoas, Amapá, Goiás, Paraíba, Piauí, Rio Grande do Norte, Roraima, Sergipe e Tocantins já recadastraram 100% do eleitorado.

* Com informações do TSE