Foto: Divulgação

Três novas categorias profissionais podem ser incluídas nos grupos prioritários para a vacinação contra a covid-19, caso sejam aprovados os projetos lei apresentados nesta terça-feira (23) pelo deputado federal Eduardo Bismarck (PDT-CE). Nas medidas, o parlamentar considera os agentes funerários, os agentes de limpeza pública e os conselheiros tutelares como profissões que devem ser imunizadas com prioridade pelo risco considerável de contágio durante o seu exercício. 

Além da necessidade de manutenção das atividades, as três categorias têm atuação reconhecida por lidar com pessoas e objetos de alto potencial do novo coronavírus. “Os agentes de limpeza são essenciais para a preservação da saúde pública e acabam se expondo diretamente a todo o tipo de materiais contaminados, como máscaras, frascos de álcool em gel e até seringas descartadas”, destaca o deputado. 

Os agentes funerários englobam coveiros, atendentes, motoristas, auxiliares e demais trabalhadores envolvidos nos serviços fúnebres. “O elevado número de mortos em decorrência do coronavírus tem pressionado o sistema funerário, colocando a vida desses profissionais em risco constante e exigindo medidas mais rígidas de proteção”, reforça o texto do projeto de Lei. Medida similar já foi adotada em Porto Seguro (BA), onde 14 coveiros que trabalham nos oitos cemitérios da cidade foram imunizados com a 1ª dose da vacina Coronavac. 

Já os conselheiros tutelares tiveram elevação na demanda principalmente devido à necessidade de se resguardar as crianças e adolescentes que já passaram por situações de abuso, agressão, negligência em razão do convívio intensificado com adultos por conta das medidas de isolamento social. A atuação dos conselheiros também é reconhecida pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH) e do Conselho Nacional dos Municípios (CNM), que enviaram carta de recomendação da manutenção desses serviços nos municípios.