Foto: Èrika Fonseca

Na manhã dessa quinta-feira, 23, aconteceu a reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação Participativa, presidida pelo vereador Didi Mangueira (PDT). Os membros presentes foram Iraguassú Filho (PDT), Renan Colares (PDT), Esio Feitosa (PPL), Guilherme Sampaio (PT) e Emanuel Acrizio (PRP). Na ocasião, foram apreciadas as matérias em pauta, dentre elas, aprovado consensualmente o Projeto de Lei n° 500/2017, de autoria da vereadora Larissa Gaspar (PPL), que dispõe sobre o uso de fogos de artifício silenciosos em eventos públicos e particulares no Município de Fortaleza.

De acordo com Larissa Gaspar, os fogos de artifício barulhentos fazem um grande mal à saúde humana e animal. “O nível de decibéis está acima do considerado saudável, devemos pensar principalmente nas pessoas com sensibilidade auditiva, como autistas, e nos animais, que muitas vezes acabam morrendo”, pontuou. Membros da Comissão em Defesa dos Direitos dos Animais da OAB-CE estavam presentes na reunião e agradeceram aos vereadores pela aprovação.

Apoiador da causa, o vereador Guilherme Sampaio ressaltou ser esse um passo importante para a sociedade. De acordo com ele, é dever da população preservar a fauna e a flora. Se referindo ao PL, afirmou: “essa é uma adequação civilizatória, modernizar a legislação faz parte desse processo”. O parlamentar acredita, ainda, que à medida que as empresas se modernizam, a oportunidade de negócios aumenta.