prefeito.camara.netto_ Política
Foto: Divulgação

O prefeito de Fortaleza Roberto Cláudio participou, nesta quarta feira (17), de sessão plenária na Câmara Municipal de Fortaleza. O gestor falou sobre a revitalização do centro histórico da Cidade e aproveitou para tratar sobre a obra de requalificação da Rua José Avelino e sobre a decisão de encerramento da feira que funcionava no local.

Durante seu pronunciamento, o Prefeito lembrou que a decisão de revitalizar o Centro da Cidade foi amplamente divulgada ainda durante a campanha eleitoral, e é algo cobrado há anos pela maior parte da população da Capital. “Assumi esse compromisso durante toda a minha campanha. Em fevereiro, realizamos uma reunião na Justiça Federal, com os vereadores, Exército, Ministério Público, representantes das organizações do comércio formal, dos galpões e dos feirantes. Foram mais de quatro horas para que todas as opiniões fossem levantadas, e os representantes dos feirantes que concordaram com o fim da feira no dia 14 de maio, que tiveram todos os seus pedidos atendidos, são os mesmos que hoje estão liderando essas ações violentas no Centro”, lembrou o Prefeito Roberto Cláudio.

O Prefeito ressaltou ainda que, aos ambulantes reconhecidamente de baixa renda, foram viabilizados mil boxes, distribuídos por sorteio público. Como pouco mais de 320 pessoas se cadastraram para o sorteio, a Prefeitura, por meio da Secretaria Regional do Centro, decidiu ampliar o cadastro para um novo sorteio das vagas restantes. “Entendo que, nesta época de crise, os pais procuram a informalidade como único caminho da sobrevivência. Sabendo disso, queria preservar essa economia e não desabrigar o verdadeiro ambulante que precisa de proteção da Cidade”, afirmou o gestor. Um novo mercado será construído na Rua Guilherme Rocha com mais 600 boxes “para que nenhum ambulante fique desabrigado porque respeitamos o pequeno comerciante que precisa se virar”, completou.

Durante a sessão, os vereadores de Fortaleza puderam ver um vídeo com ações criminosas contra a Cidade e os cidadãos de Fortaleza. Nas imagens, feirantes interditam vias, queimam pneus e jogam coquetel molotov contra os Guardas Municipais e os Policiais Militares. “Eu não acredito que os verdadeiros ambulantes peguem em arma e destruam a cidade daquela maneira”, disse o Prefeito.

Os vereadores se manifestaram sobre a questão. Para o presidente do Legislativo Municipal, Salmito Filho, “são medidas necessárias que garantem e buscam interesse publico”. “Ninguém pode, neste caso, dizer que não houve diálogo. No Centro de Fortaleza, está nossa história, nossa cultura, e o Prefeito tem o nosso apoio”, afirmou.

O vereador Guilherme Sampaio também manifestou apoio à decisão da Prefeitura de Fortaleza. Para o parlamentar, “aquela área é absolutamente incompatível com o funcionamento da feira José Avelino. A maioria dos compradores vem de ônibus e de outros Estados, portanto, podem se deslocar para qualquer outro espaço em Fortaleza”. Para o vereador Márcio Cruz, “a maioria que ganha dinheiro na feira é de grandes empresários, que não tem como declarar pobreza. Por isso que os mil boxes dados pela Prefeitura não foram contemplados ainda”.

A feira da José Avelino traz inúmeros problemas aos comerciantes e para a Cidade. Por ser ilegal, não tem segurança, gera 40 toneladas de lixo diariamente, há ligação clandestina de energia elétrica, o trânsito fica desordenado, estimula o trabalho infantil, evasão fiscal, ocupação irregular de calçadas, contribui para a degradação de pavimento de relevância histórica e se distância do planejamento da cidade no Fortaleza 2040.

Ainda na manhã desta quarta-feira (17), a liminar que suspendia a remoção dos feirantes da Rua José Avelino foi revogada pelo desembargador Paulo Francisco Banhos Ponte. As obras da Rua José Avelino e Avenida Alberto Nepomuceno têm expectativa de conclusão de quatro meses e contemplará requalificação total das vias. A Rua José Avelino terá recuperação do calçamento, alargamento do passeio com acessividade, nova iluminação e paisagismo. Já a Avenida Alberto Nepomuceno terá recapeamento do asfalto, acessibilidade nas calçadas, nova sinalização, paisagismo e implantação de ciclofaixas em ambos os lados do canteiro central. A via também receberá um novo Ecoponto, onde os moradores podem fazer o descarte correto do lixo. “É ali que se estabelece o mais importante corredor de valor histórico da Cidade. Vamos restaurar e devolvê-lo todo urbanizado para os moradores de Fortaleza”, afirmou o Prefeito.