Foto: Divulgação

O Ministério Público Eleitoral pediu nesta sexta-feira (18), a cassação dos registros de José Sarto Nogueira e José Élcio Batista, eleitos prefeito e vice-prefeito de Fortaleza. De acordo com o órgão, o grupo foi beneficiado pela prática de abuso de poder político e econômico e captação ilícita de sufrágio, também conhecida como compra de votos.

Também foi pedida a cassação de Lúcio Albuquerque Figueiredo Bruno, Marta Maria do Socorro Lima Barros Gonçalves e Francisco Albuquerque de Moura, por terem sido beneficiados pela prática de abuso de poder político e econômico e captação ilícita de sufrágio, nos termos do artigo 22, caput e inciso XIV, da Lei Complementar Federal nº 64/90, combinada com o artigo 14, parágrafo 9º, da Constituição Federal de 1988.

A investigação dos fatos tramita em segredo de justiça por possuir documentos sigilosos.