“Imoral e ilegal”: Heitor Férrer pede suspensão do reajuste da Cagece

Foto: Divulgação

Nesta quinta-feira (21), o deputado estadual Heitor Ferrer, alegou o reajuste da Cagece “Ilegal e Imoral”. O parlamentar deu entrada em uma ação popular com pedido de cautela de urgência contra o aumento de 15,86% na tarifa de água dado pela Companhia de Água e Esgoto do Ceará – Cagece. O reajuste foi publicado no Diário Oficial da última quarta-feira.

No documento, o parlamentar alega que a luz do texto constitucional e dos direitos básicos do consumidor, o aumento é “imoral e ilegal e pede ainda a suspensão do reajuste.