roberto-e-ferrer-490x324 Política
Encontro inesperado durante as ultimas eleições municipais

O deputado estadual Heitor Ferrer (PSB) garantiu a manutenção de sua pré-candidatura. E foi mais contundente: afirmou que vai disputar a Prefeitura de Fortaleza, mesmo sem formar coligação com outras legendas.

Segundo o parlamentar, sua pré-candidatura está “posta” pelo partido e, portanto, “não passa por nossa cabeça”desistir da postulação neste momento. O PSB nacional definiu a disputa pela chefia do Palácio do Bispo como uma das prioridades da sigla.

“Ideal, para qualquer candidatura, é aglutinar partidos, tanto que o prefeito tem vários partidos coligados, assim como Wagner. E, nós, buscamos incessantemente, mas, até o momento, não conseguimos lograr êxito. Estamos na esperança do apoio do Solidariedade e do PRB, do Pastor Ronaldo Martins”, disse, acrescentando que as legendas, ao tomarem uma decisão, pesam o que é mais conveniente, o que, segundo ele, merece respeito. “Os partidos fazem avaliações milimétricas, pois está em jogo a sua sobrevivência pessoal, com a eleição de vereadores e prefeitos. Da minha parte, não há problema”, frisou ele.

PRB


Apesar da procura de Heitor, PRB e Solidariedade ainda não confirmam apoio. Entretanto, o PRB pode tomar outro rumo. Os dirigentes nacionais e regionais do dois partidos trabalham para virar o jogo e afinar o discurso para uma aliança na disputa pela Prefeitura de Fortaleza. A coligação entre os dois partidos estava avançada, mas pode ter ficado no meio do caminho com a decisão do senador Romário (PSB) de concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro.

Em Fortaleza, inclusive, o partido já apontava a possibilidade de acordo. Nos bastidores, se fechado acordo em na capital cearense, o pré-candidato do PSB, Heitor Férrer, terá o vereador Gelson Ferraz (PRB) como candidato a vice-prefeito. Ambos não confirmam as negociações.

Disputa
Do outro lado, começou a tratativa com Capitão Wagner, pré-candidato pelo PR, e a legenda também avalia a possibilidade de fechar com ele. Inclusive, uma reunião estava marcada para ontem, mas foi cancelada e ainda segue sem nova data agendada.

Heitor, porém, ainda nutre “esperança” de conquistar o apoio do PRB. De acordo com ele o presidente regional do PSB, o deputado federal Danilo Forte, continua conversando com os dirigentes partidários de outras legendas, incluindo o Solidariedade, mas ainda sem definição para as eleições de outubro.

Desistência
Sobre desistir da postulação, disse Heitor que “não passa por nossa cabeça”. Segundo o parlamentar, a decisão de ser candidato é partidária e baseia-se na disposição de superar o velho modo de fazer política. “Essa resposta é categórica: isso não inibi nossa candidatura, que está posta como pré-candidato”, frisou ele, ao responder se disputaria mesmo sem aliados à Prefeitura de Fortaleza.

Candidato à Prefeitura em 2012, Heitor Férrer ficou em 3º lugar no primeiro turno com 262,3 mil votos (20,97%), mesmo com reduzida estrutura de campanha e poucos partidos aliados. Neste ano, sua candidatura é prioridade do PSB cearense.

Não está sozinho
Além de Heitor, a ex-prefeita Luizianne Lins, pré-candidata do PT, já admitiu, na semana passada, que poderá disputar a Prefeitura sem apoio de outras legendas. Contudo, minimizou o fato, afirmando que, em caso de vitória nas urnas, o PT administraria sem a necessidade do “toma lá da cá”.

Fonte: OE