Comissão especial vai acompanhar atendimento de famílias atingidas por alagamentos em Fortaleza

Foto: Érika Fonseca

A Câmara Municipal de Fortaleza aprovou na manhã desta terça-feira, 12, o requerimento n° 870/2019, que requer a criação de uma comissão para acompanhar o levantamento e a apuração dos prejuízos materiais das famílias afetadas pelas fortes chuvas e o transbordo da barragem do Rio Cocó, bem como os critérios utilizados pela Prefeitura Municipal para o pagamento dos devidos auxílios.

A proposta é de autoria da vereadora Larissa Gaspar (PPL), que destacou a importância dessa iniciativa, evidenciando que a comissão foi pensada a partir de uma visita que a parlamentar fez na comunidade atingida (Palmeiras, São Cristóvão, Barroso) e constatou uma “situação de calamidade”.

“Pensamos em criar essa comissão para acompanhar esse trabalho e garantir que todas as famílias sejam cadastradas e beneficiadas para minimizar os prejuízos que elas tiveram.

A presidente da Comissão ainda anunciou que vai oficiar a Prefeitura, pedindo informações de quantas famílias foram cadastradas, que benefícios e a quantidade de benefícios que cada uma dessas famílias recebeu, o prazo para concessão do auxílio financeiro que os vereadores aprovaram na Casa para as famílias e a estimativa de quantas famílias ainda faltam ser visitadas.

“Hoje mesmo, pela manhã, eu estive lá no Palmeiras II, na margem esquerda da barragem do Cocó e a maioria das ruas não tinham recebido a visita da Defesa Civil. Alguns tinham ido até o Cuca para se cadastrar, mas mesmo esses não receberam nenhum benefício, segundo o que me foi relatado. Então a gente vibra com a formalização dessa Comissão, para que a gente possa acompanhar de perto e formalmente os trabalhos que estão sendo realizados e para que a população atingida por essa tragédia possa ter a sua dor minimizada”, comemorou Larissa.