Foto: Divulgação

Foi instalada nesta quinta-feira (25) a comissão especial que analisará a reforma da Previdência proposta pelo governo Bolsonaro (PEC 6/19). Em reunião na residência oficial do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, líderes partidários indicaram como presidente do colegiado o deputado Marcelo Ramos (PR-AM). Eleito por 40 votos, ele designou como relator o deputado Samuel Moreira (PSDB-SP).

O colegiado, que tem 98 membros entre titulares e suplentes, e terá prazo de até 10 sessões para apresentação de emendas. Heitor Freire (PSL), Capitão Wagner (Pros), Mauro Filho (PDT), André Figueiredo (PDT) e José Guimarães (PT) são os deputados cearenses indicados para compor a comissão.

A instalação da Comissão Especial é responsável por analisar o mérito da proposta que está na segunda etapa da tramitação da reforma da Previdência. Na última terça-feira (23), ela foi aprovada por 48 votos a favor e 18 contra, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), onde foi analisado se a proposta feria a Constituição Brasileira.

“Foi uma decisão conjunta”, afirmou Maia ao comentar a definição dos nomes, ressaltando que havia muitos interessados nos cargos – foi eleito primeiro-vice-presidente o deputado Silvio Costa Filho (PRB-PE). “Espero que o relator consiga construir um sistema com sub-relatores, porque a demanda para ajudar é grande”, disse Maia. “Uma votação dessas é uma construção coletiva.”