O governador do Ceará Camilo Santana usou as redes sociais no último domingo (21), para falar da disseminação de ódio e intolerância, contra o Nordeste. Ele não citou o presidente Jair Bolsonaro, que durante um encontro com jornalistas estrangeiros, sem perceber que estava sendo gravado, criticou os governadores do Nordeste, principalmente Flávio Dino, do Maranhão.

View this post on Instagram

Governar, para mim, é buscar agir sempre com senso de justiça, com muito respeito, e priorizar o que for melhor para a maioria da população. Terminou a eleição, devemos governar para todos, deixando para trás as diferenças. Isso é a essência da democracia. De minha parte, continuarei lutando de forma incessante para o melhor para o meu Estado e para o meu País. Ajudarei sempre que possível, e criticarei e lutarei contra tudo o que considero injusto e que prejudique a população, sobretudo a que mais precisa. O Nordeste está unido e o Brasil precisa se unir, mais do que nunca. Chega de ódio e intolerância! Tenho muito orgulho do meu Ceará, do meu Nordeste e muito amor pelo meu país. #DemocraciaSempre #RespeitoSempre

A post shared by Camilo S. Santana (@camilosantanaoficial) on