Ao se reunir com o secretariado, nesta segunda-feira (15), o governador Camilo Santana elencou as prioridades definidas pelo Governo do Estado do Ceará para a gestão em 2021. Os principais pontos, segundo o governador, são a superação da pandemia, com a ampliação do atendimento e a vacinação; o retorno seguro às aulas presenciais; o acolhimento social das famílias mais vulneráveis; a redução dos índices de violência e o fortalecimento da economia, com mais investimentos e a geração de novos empregos.

“Fiz questão de reforçar para os secretários que este é um momento desafiador para todos, de muita reflexão, união e superação deste período difícil, para que a gente possa fazer o nosso estado crescer e se desenvolver cada vez mais. Cuidar das pessoas mais vulneráveis estará sempre entre as nossas principais missões”, comentou Camilo aos gestores no decorrer da reunião, que durou cerca de duas horas e meia.

A vice-governadora Izolda Cela (PDT), a primeira-dama Onélia Santana e os secretários Chagas Vieira (Casa Civil), Dr. Cabeto (Saúde), Mauro Filho (Planejamento e Gestão), Fernanda Pacobahyba (Fazenda) e Juvêncio Viana (PGE) participaram de forma presencial do encontro. Após a abertura da reunião, feita pelo próprio governador, a secretária da Fazenda realizou a apresentação “Resultados Fiscais do Ceará no Exercício 2020”, mostrando os principais índices do estado no ano passado em receitas, despesas e investimentos. Em seguida, o secretário Mauro Filho, do Planejamento e Gestão, apresentou dados sobre a economia brasileira durante a pandemia do coronavírus, com os principais impactos da doença na arrecadação do país e o reflexo disso para os estados. O titular da Seplag reforçou que o Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará teve crescimento acima do País e reforçou a importância da continuidade do auxílio emergencial para as famílias mais carentes e a economia do Brasil.

Pandemia
O secretário estadual da Saúde, Dr. Cabeto, apresentou dados relativos à situação atual da pandemia no Ceará, ressaltando que o Estado tem ampliado a rede de saúde para atender a população diante do aumento expressivo do número de casos nas últimas semanas. Até o fim deste mês, assegura ele, a rede estadual contará com 703 leitos de UTI exclusivos para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus.

Camilo conta que tem estado em diálogo com o Ministério da Saúde para o credenciamento de novos leitos de enfermaria e terapia intensiva para pacientes com covid-19. “Temos ampliado nossa rede pública para que os cearenses tenham um atendimento digno”, disse, reforçando ainda que o Ministério informou que um novo lote da vacina CoronaVac deve ser enviado na próxima semana para o Estado. “É muito importante acelerarmos esse processo de vacinação, que é a única forma de superarmos a pandemia”, afirmou.

Ele destacou, também, a importância da união e do trabalho conjunto para o enfrentamento da pandemia. “Estamos fazendo todos os esforços possíveis para superarmos esse momento de dificuldade, e precisamos que todos continuem focados e determinados em suas áreas para ajudarmos nossos irmãos e irmãs cearenses”, pontuou Camilo.

Segurança
Também foi ressaltado na reunião o compromisso com a segurança pública do Estado. A área, mencionada pelo secretário da Casa Civil, Chagas Vieira, deverá receber mais investimentos em equipamentos e pessoal por parte do governo estadual, conforme informou, com o objetivo de reduzir os índices de violência no Ceará.