Em uma resposta rápida à sociedade, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) em um trabalho ininterrupto elucidou o homicídio que vitimou o surfista Luiz Felipe Brito da Costa (18). O caso aconteceu, nessa quinta-feira (23), no bairro Praia do Futuro em Fortaleza. O trabalho policial resultou na prisão de três pessoas poucas horas após o crime.

Após colherem informações acerca da morte de Luiz Felipe (18), os policiais civis deram início às investigações e chegaram aos nomes dos principais suspeitos. De posse das informações necessárias e da localização dos indivíduos.

Os levantamentos policiais apontam que os homens são envolvidos com uma organização criminosa e que realizaram o crime por motivo torpe. O trio chegou até a comunidade Luxou em um veículo e realizou os disparos de arma de fogo contra Luiz Felipe, que veio a óbito no local. Poucas horas após o homicídio, as equipes plantonistas realizaram as capturas.

Ainda durante a ação qualificada, munições cal. 32, uma balaclava, uma capa para colete balístico, um cd e quatro aparelhos celulares foram apreendidos. Todo o material foi encaminhado para a Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e será submetido à análise. Diante do cenário do crime e das provas apreendidas durante as diligências, o trio foi conduzido para a sede do DHPP.

Na unidade policial, eles  foram autuados em flagrante pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe e associação criminosa. Eles foram colocados à disposição da Justiça.