Ocorrências atendidas para cumprimento de decreto estadual em Fortaleza chegam a 920

Uma semana após o início das ações de fiscalização para cumprimento do decreto governamental com medidas de isolamento mais rígidas em Fortaleza, o número de ocorrências atendidas pelos órgãos estaduais e municipais chega a 920. O relatório do Gabinete de Gestão de Eventos Complexos (GCEC) contabilizou 591 acionamentos por aglomerações de pessoas, 257 por comércios abertos e 72 casos de descumprimento ao uso de proteção individual, entre as 19 horas da quinta-feira (7) e às 8 horas desta sexta-feira (15).

“Esse é um grande esforço, de muito trabalho de todas as nossas forças. É um grande momento também de a gente agradecer a população que em geral tem colaborado com o trabalho da segurança pública e da saúde pública, cumprindo seu dever de permanecer em seus domicílios e casas. Agradecer também o trabalho de todos os órgãos envolvidos da Secretaria da Segurança Pública do Estado, também o Detran e todos os órgãos municipais de Fortaleza envolvidos no grande esforço e trabalho conjunto, que certamente trará os resultados pretendidos de ajudar a saúde pública a salvar vidas”, enfatiza o secretário da Segurança Pública, André Costa.

As Áreas Integradas de Segurança (AIS) que mais registraram ocorrências continuam sendo as AISs 1, 7 e 3. As barreiras fixas e as blitze móveis já abordaram quase 50 mil veículos, que foram identificados circulando pelas ruas da cidade e também que precisaram passar pelas divisas municipais. Os condutores ou passageiros que não tiveram seus deslocamentos justificados ou que estavam sem máscara facial foram orientados a retornarem aos seus domicílios, como medida de prevenção. Os trabalhos integrados permanecem até o fim do decreto, no dia 20 de maio.

As estatísticas são geradas diariamente por representantes dos órgãos estaduais e municipais que compõem o Gabinete de Gestão de Eventos Complexos (GCEC), instalado na sede da SSPDS. O GCEC conta com a presença física e remota de representantes da SSPDS, das Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar, Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp), Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Guarda Municipal de Fortaleza (GMF), Autarquia Municipal de Trânsito e Cidadania (AMC) e Agência de Fiscalização de Fortaleza (Agefis).