Foto: Divulgação

Das 19 horas da quinta-feira (7) até as 11 horas deste sábado, 113 ocorrências de descumprimento ao decreto estadual mais rígido em Fortaleza foram atendidas pelas Forças de Segurança. Desse número, 77 atendimentos foram de aglomeração de pessoas e 36 de comércios abertos. Também durante esse período, 8.231 veículos já foram abordados pelas barreiras fixas e blitze volantes, na Capital. Pessoas que não comprovaram o seu deslocamento tiveram que retornar aos seus domicílios.

Em todos os casos, os trabalhos ocorrem como forma de orientar e fiscalizar as medidas de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Caso o desrespeito permaneça, o caso é encaminhado a uma delegacia da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE). Até agora, foram cinco pessoas autuadas por descumprir ao decreto estadual. Em uma das ocorrências, os policiais militares apreenderam uma arma de fogo que estava com três homens dentro de um carro, que circulava sem justificativa pelo bairro Jangurussu.

Logo nas primeiras horas da manhã deste sábado (9), policiais militares lotados no Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur) da Polícia Militar do Ceará (PMCE) se deslocaram até o Mercado dos Peixes, no Mucuripe, para dispersar as pessoas que estavam no local. As ações visam ainda fiscalizar e orientar todas as pessoas que insistem em descumprir o decreto estadual pela orla da Avenida Beira Mar, em Fortaleza. São empregados policiais militares em viaturas, em motocicletas, bicicletas e a pé.