Desde sua regularização e reabertura em junho de 2016, o Zoológico Municipal Sargento Prata contabilizou mais de 1 milhão de visitantes. Só em 2020, mesmo com a visitação suspensa por mais de quatro meses para controle do coronavírus, o equipamento recebeu mais de 60 mil pessoas.

 

Melhorias nos percursos de visitação, parquinhos, jardins e a implantação de novas estruturas como o serpentário, tem proporcionado uma experiência enriquecedora que atrai cada vez mais visitantes. O Zoológico Municipal junto ao Horto Florestal Municipal Falconete Fialho integra o Parque Ecológico do Passaré, que registra uma média mensal de 21 mil visitantes.

Além das mudanças voltadas para a maior comodidade e melhor imersão dos usuários no ambiente natural, o Sargento Prata reformou e ampliou recintos e fortaleceu seu corpo técnico, que tem realizado um moderno trabalho de enriquecimento ambiental, priorizando o bem-estar animal.

 

O enriquecimento ambiental baseia-se na inserção de estímulos no ambiente do animal com o objetivo de imitar as situações que aconteceriam em vida livre e podem ser dos tipos físico, sensorial, cognitivo, social ou alimentar. São utilizados balanços, estímulos sensoriais como ervas aromáticas e o paisagismo de cada recinto é pensado de acordo com as necessidades de cada espécie, com refúgios e pontos de fuga. É uma prática cada vez mais presente em zoológicos do mundo todo e que tem melhorado as condições de vida dos animais.

 

Todo o trabalho de enriquecimento feito atualmente no espaço é monitorado por uma equipe multidisciplinar composta por biólogo, zootecnista e médica veterinária e fundamenta-se nas chamadas cinco liberdades animais que devem ser avaliadas: livre de sede, fome e má nutrição; livre de dor, ferimentos e doença; livre de desconforto; livre para expressar seu comportamento natural; e livre de medo e de estresse.

As modificações também têm aproximado pesquisadores, promoveu parcerias com universidades que auxiliam na realização de exames e o equipamento tem sediado grupos de estudos e aulas práticas de cursos de graduação, pós-graduação e capacitações como a de manejo de animais silvestres. O Zoológico recebe ainda estagiários dos cursos de Biologia, Zootecnia, Medicina Veterinária e alunos do curso de Paisagismo de escolas técnicas do estado, que são supervisionados pelos técnicos do equipamento.

“Nosso corpo técnico tem feito um trabalho de excelência no sentido de aliar o bem-estar dos animais do plantel à proposta de educação ambiental que é função de um zoológico, à pesquisa e à conservação das espécies. Tudo isso sem deixar de oferecer à população um espaço bem cuidado que tem se consolidado na Cidade como uma área de lazer e contato com a natureza que agrada crianças e adultos”, destaca Regis Tavares, superintendente da UrbFor.

O Sargento Prata também conta com amplo passeio, área para piqueniques e duas lagoas que abrigam parte da fauna livre local. Iguanas, soins, cágados e  aves como socó-boi, carcará, o anu-preto,  galo campina e canário-da-terra, são algumas das espécies facilmente observáveis na área