O prefeito de Fortaleza José Sarto realizou, na manhã de quarta-feira (21), a entrega da 13ª base descentralizada do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), dentro do terminal de ônibus do Siqueira. Agora, cinco terminais de ônibus da Capital contam com uma base do Samu. A entrega foi transmitida ao vivo pelas redes sociais do prefeito.

A nova base do Samu conta com equipes de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e condutores de veículo de urgência devidamente capacitados. O equipamento possui duas ambulâncias de suporte básico e duas motolâncias. “Com muita alegria, entrego mais um equipamento para a população de Fortaleza. Estamos entregando a 13ª base descentralizada do Samu e isso é muito importante para que o atendimento de urgência e emergência aconteça no tempo resposta mais rápido e a gente possa atender às urgências médicas”, ressaltou Sarto.

As bases descentralizadas têm o objetivo de proporcionar atendimento médico pré-hospitalar otimizado à população, sobretudo, diante de situações que envolvam risco de morte, possibilidade de sequela ou sofrimento intenso. A base na Regional 5 beneficiará, estrategicamente, bairros adjacentes ao equipamento. Serão contemplados, de forma prioritária, os chamados vindos de área aproximada de três quilômetros. “Fortaleza tem se notabilizado por prestar um serviço descentralizado e qualificado de urgência e emergência”, declarou Sarto.

Fortaleza conta com bases descentralizadas do Samu nos bairros Papicu, Pici, Jóquei Clube, Benfica, Maraponga, Cajazeiras, Antônio Bezerra, Edson Queiroz, José Walter, Montese, Conjunto Ceará, Jangurussu, Barra do Ceará e Siqueira. De acordo com Sarto, em breve, serão entregues mais duas bases, no Iguatemi e na Beira-Mar.

Trotes
Durante inauguração, o prefeito reforçou o alerta em relação aos trotes para o Samu. “É importante um lembrete: nós temos que combater o trote, porque cada trote que é dado para o Samu é um tempo que é perdido em tentar socorrer uma vida, uma pessoa”, afirmou.

Atendimentos
Em 2020, o Samu realizou cerca de 43 mil atendimentos, uma média de 3.500 atendimentos por mês, em Fortaleza. O serviço é destinado ao atendimento de emergências médicas pré-hospitalares agudas e graves. O Samu é acionado pelo número 192, que funciona 24 horas, e dá acesso a uma Central de Regulação na Coordenadoria Integrada de Ações de Segurança (Ciops). As chamadas são acolhidas por telefonistas treinados, e os casos são enviados para análise de médicos, que enviam o suporte necessário conforme o tipo de emergência.