Foto: Divulgação

A pandemia do novo coronavírus está sendo um desafio de sobrevivência para artistas que vivem rodando o país na missão de compartilhar alegria. Dependentes das bilheterias, os circos itinerantes, que estão com suas atividades suspensas há quase 6 meses, enfrentam dificuldades e resistem a essa crise por meio da solidariedade popular.

 

Instalado na capital cearense desde novembro de 2019, o Cirque Amar recebeu algumas doações e, mesmo diante de suas próprias  necessidades, decidiu compartilhar os frutos da solidariedade do público fortalezense com outras famílias circenses da região metropolitana de Fortaleza. “Fazemos isso pois sabemos a dor que eles vivem!”, conta Bryan Stevanovich, produtor do Circo.

 

Ao saber dessa linda corrente de solidariedade, Diohene Lourenço, proprietário da Hot Box, que já desenvolve diversas ações de cunho social pela capital, decidiu engrandecer a campanha. “Quando eu vi a ação do CIRQUE AMAR em que eles dividem com seus irmão circenses os donativos que recebem, percebi que o amor não está só no nome do circo e naquele momento decidi que seriam eles os apadrinhados da nossa campanha de agosto, porque amor somado e distribuído é muito mais forte”, afirma Lourenço.

 

A doação será de meia tonelada de alimentos arrecadados através da campanha Da pizzaria, batizada por “SOMANDO QUILINHOS DE AMOR: o seu pouquinho com o meu pouquinho num montão de solidariedade”. Durante a campanha, os clientes são convidados diariamente a enviarem, após receberem suas pizzas, através dos entregadores de delivery, qualquer quantidade de alimento não perecível, evitando deslocamentos e garantindo a solidariedade mesmo cumprindo o isolamento social e a Hot Box além de reunir esses quilinhos individuais de solidariedade, dobra a quantidade arrecadada.

A doação ao Cirque Amar são dos quilinhos de alimentos somados pela campanha no mês de agosto. Além das doações, a família Hot Box vai levar pizza para os artistas do Circo e eles irão fazer um mini show para os filhos dos funcionários do restaurante e alguns voluntários. É claro que a entrega não poderia terminar de outro jeito: artistas do circo e da pizza, dando um grande show.