A Prefeitura de Fortaleza instituiu o Ipê-amarelo, também conhecido como Caraúba, como Árvore Símbolo de Fortaleza, de acordo com o Decreto N° 14.944, de 09 de março de 2021. A escolha se deu por consulta pública e atende os princípios de preservação e conservação ambiental estabelecidos na Política Municipal do Meio Ambiente.

A iniciativa acontece no mês em que se comemora o Dia Internacional das Florestas e da Árvore, celebrado no próximo domingo (21/03). Com a definição da árvore símbolo de Fortaleza, a Prefeitura fortalece a importância de se promover a conservação da biodiversidade, do desenvolvimento sustentável e do reconhecimento do valor histórico, cultural e paisagístico da árvore denominada Caraúba.

A consulta pública para escolha da árvore símbolo do município foi realizada pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Seuma), entre os dias 5 e 25 de junho de 2020. “A ação tem o intuito de estimular o sentimento de pertencimento do cidadão com a flora, além de incentivar o plantio deste ipê regional, também conhecido como Caraúba, que tanto embeleza a nossa cidade, fortalecendo essa característica ambiental do município de Fortaleza”, destacou a titular da Seuma, Luciana Lobo.

Ipê-Amarelo ou Caraúba

O Ipê-amarelo nativo da região ou Caraúba, cujo nome científico é Tabebuia aurea, pertence a espécie da família Bignoniaceae. A árvore possui porte médio a alto e alcança a altura de 5 a 20 metros. A Tabebuia aurea é uma espécie nativa com forte viés paisagístico, apresenta floração amarela nos meses de setembro e outubro e oferece um belo espetáculo da natureza. Além disso, possui grande potencial para arborização urbana, devido à caracterização de suas raízes.

A Prefeitura de Fortaleza, por meio do Plano de Arborização, realiza o plantio de ipês, continuamente, em vias, imóveis e obras públicas, assim como de outras espécies de plantas. Já o Programa Árvore na Minha Calçada realiza a doação da muda e o plantio, que também pode ser feito pelo cidadão, recebendo as orientações sobre todos os cuidados técnicos necessários.